Conscientização: Dia da Internet Segura

“Na internet, ninguém sabe que você é um cachorro.” – ditado que se popularizou a partir de um cartoon feito por Peter Steiner e publicado na revista The New Yorker em 1993.

Neste dia 6 de fevereiro, comemora-se o Dia da Internet Segura (Safer Internet Day). A data tem como objetivo promover a conscientização sobre o uso das tecnologias de comunicação e informação (TCIs) de modo ético, seguro e responsável em ambientes de ensino e fora deles.

O contexto atual do uso indiscriminado da internet e das redes sociais por parte de crianças e adolescentes faz com que se crie um cenário propício para a ocorrência de crimes virtuais e situações de abuso que deixam marcas significativas no desenvolvimento do jovem.

Com os casos de incivilidades e cyberbullying crescendo, a questão do mundo virtual, antes restrita à vida privada, acabou transbordando os limites de casa e invadindo o contexto escolar. Trouxe para as escolas, portanto, o desafio de lidar com conflitos que nascem nas redes sociais e ganham força e cada vez mais capacidade destrutiva na convivência real (ou vice-versa), já que os limites entre interações reais e virtuais são cada vez mais tênues.

Tendo em vista esse contexto em que o acesso à tecnologia não é mais uma opção, mas uma realidade, iniciativas como a do Dia da Internet Segura, cuja intenção é atrair a atenção para as questões relativas ao uso saudável e seguro da rede, se mostram importantes e necessários. Criado em 2003 pela rede Insafe (na Europa) reúne atualmente 100 países que promovem atividades e projetos de conscientização ao redor do mundo entre Janeiro e Fevereiro de maneira on e offline sob diferentes recortes.

No Brasil, a instituição que organiza as atividades específicas da data é a Safer Net. As equipes de CPG e OE reconhecem a importância dessas iniciativas e reforçam o trabalho que têm feito em relação à prevenção do cyberbullying com as turmas nas aulas e através do trabalho das Equipes de Ajuda. Estamos sempre antenados nas novidades sobre o tema e investindo na capacitação de professores e alunos para a construção de uma comunidade virtual mais saudável e segura.